20.9 C
Tamboré
sábado, 20 abril 2024
Publicidade • Anuncie Aqui

Cliente expulso de padaria no Bethaville é detido em operação contra fraude de criptomoedas

Publicidade • Anuncie Aqui

Allan Barros, o cliente que foi expulso de uma padaria em Barueri, por utilizar um notebook e a rede wi-fi do estabelecimento, foi um dos presos temporariamente na operação Fast da Polícia Federal, deflagrada na terça-feira (27). Ele foi detido em Curitiba.

A investigação visa desmantelar uma associação criminosa suspeita de aplicar golpes no sistema financeiro por meio de criptomoedas e NFTs (Tokens Não-Fungíveis), com sede em Balneário Camboriú, Santa Catarina.

A defesa de Barros e da empresa Unimetaverso Gestão de Ativos Digitais e Marketing LTDA, feita pelo advogado Leonardo Bueno Dechatnik, afirmou em comunicado que nem ele nem sua empresa foram alvos de processos por parte de investidores e que colabora com as autoridades desde o início das investigações para esclarecer os fatos de forma mais transparente e eficaz. A operação Fast visa desarticular um grupo que oferecia uma criptomoeda supostamente desenvolvida por eles mesmos, prometendo lucros acima do mercado por meio de parcerias com empresas.

Os golpes, que totalizam cerca de R$ 100 milhões em prejuízos para aproximadamente 20 mil vítimas no Brasil e no exterior, consistiam na oferta de uma nova moeda que, apesar de existir, não podia ser negociada. Para dar credibilidade ao empreendimento e atrair novas vítimas, o lançamento da criptomoeda foi promovido em uma Feira de Criptoativos em Dubai.

Pirâmides financeiras

O delegado Maurício Todeschini afirmou que se tratava de um golpe, onde as vítimas não conseguiam movimentar o criptoativo depositado em um banco digital prometido pela organização criminosa. A investigação teve início após as vítimas denunciarem o caso à Polícia Federal por meio do canal oficial para pirâmides financeiras.

Investigação em Barueri

A Delegacia de Polícia de Barueri abriu um inquérito para investigar a tentativa de agressão ocorrida em uma padaria no bairro do Bethaville, envolvendo Allan Barros após ser expulso do local pelo uso do notebook. O empresário gravou a cena e foi ameaçado pelo dono do estabelecimento após um desentendimento sobre o uso do aparelho no local.

Você sabia? O Jornal de Barueri também está no Google Notícias.
Inscreva-se agora e fique sempre atualizado com as últimas notícias.
show-notify-publicidade-legal

JB Stories

Leia Também

Publicidade • Anuncie Aqui
Publicidade • Anuncie Aqui
Publicidade • Anuncie Aqui

Leia Também