Com 3,7 mil vistorias, Barueri não registra alta de casos de dengue

0
243
Barueri não registra alta nos casos de dengue
Agentes de saúde verificam focos do mosquito que transmite a doença (Lourivaldo Fio/ Secom Barueri)

Nos primeiros dois meses deste ano, os casos de dengue no país tiveram aumento de 35,4% em comparação com o mesmo período do ano passado, segundo dados do Ministério da Saúde.

Em Barueri, o cenário é diferente. A cidade anotou a mesma quantidade de ocorrências confirmadas da doença, nos dois primeiros meses deste ano se comparado a 2021. Foram sete registros em ambos os períodos mencionados, de acordo com dados do Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo (CVE-SP).

A prefeitura atribui o bom resultado às ações preventivas e de fiscalização. De janeiro a março deste ano, os agentes de saúde realizaram mais de 3,7 mil vistorias em imóveis. Em 2021, de janeiro a dezembro, foram 19,5 mil inspeções. São fiscalizados, inclusive, os terrenos baldios.

A administração possui um canal para denúncias de locais em condições irregulares, que possam contribuir para a proliferação da dengue. Basta entrar em contato pelos telefones 08007717207 ou 4198-5679. A identidade do denunciante é preservada.

Cuidados

Para evitar a doença, a orientação é que os moradores fiquem atentos para não deixarem acumular água, local que o mosquito que transmite a doença utiliza para se procriar. Entre as medidas preventivas, virar para baixo os vasilhames que não estejam sendo utilizados, manter sempre as caixas d’água fechadas, remover folhas e tudo o que possa impedir a água de correr pelas calhas e limpá-las. “Nenhum recipiente que possa se tornar um criadouro deve ficar disponível para o acúmulo de água. Neste período chuvoso vale redobrar os cuidados para as arboviroses”, reforçou a prefeitura.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.