26.9 C
Tamboré
segunda-feira, 20 maio 2024
Home Pets Pets: Especialista dá dicas de adaptação para animais idosos

Pets: Especialista dá dicas de adaptação para animais idosos

0
Pets: Especialista dá dicas de adaptação para animais idosos
Os pets podem ser uma boa companhia também para tutores idosos (Divulgação)

O abandono de animais é um assunto sério e quando falamos em adoção, os filhotes são os primeiros a ganharem um lar, enquanto os idosos acabam permanecendo por mais tempo nos abrigos.

Geralmente, o custo que um animal mais velho pode gerar, e a dificuldade de adaptação, são as primeiras justificativas de quem opta por um pet mais jovem ou filhote. Mas será que realmente há tanta diferença?

O coordenador do curso de Medicina Veterinária da Faculdade Anhanguera, Rafael Abreu, explica que além de cuidados como vacinas e visitas regulares ao consultório, qualquer bicho irá precisar de atenção especial, independentemente da idade.

“Os animais necessitam de cuidados diferentes em cada fase da vida. A grande diferença dos filhotes para os animais idosos é que um pet mais velho demandará cuidados especiais como adaptação dos ambientes para evitar que se machuquem, por exemplo”, explica.

O veterinário também lembra que quem adota um pet mais velho tem alguns prós: o animal idoso não vai crescer ou ter um tamanho muito maior do que o previsto, além de serem mais tranquilos, sendo uma boa companhia também para tutores idosos ou que moram em apartamento.

Os animais adoram rotina, hora correta para passeio, brincar, comer, mantenha isso. O organismo deles funciona como um reloginho e ter horário definido para todas as atividades ajuda no processo de adaptação.