16.6 C
Tamboré
sábado, 13 julho 2024
Publicidade • Anuncie Aqui

Barueri/SP recebeu exibições do filme “Poupe, Organize e Economize” nos dias 27 e 28 de maio

O público jovem foi o foco de um média-metragem, que abordou educação e planejamento financeiro

Publicidade • Anuncie Aqui

Nos dias 27 e 28 de maio, a Associação CEPAC, localizada em Barueri/SP, recebeu exibições do filme “Poupe, Organize e Economize”.

Com 50 minutos de duração, “Poupe, Organize e Economize” conta a história de Bia, uma jovem consumista que descobre que comprar “umas coisinhas” pode virar um grande problema. Para controlar melhor seus gastos, Bia recorre à ajuda da amiga Mari, que sempre planejou sua vida pensando no futuro com técnicas de controle financeiro e dicas de influencers ligados ao assunto.

O filme também está sendo distribuído de forma gratuita em canais da internet, como o YouTube. A iniciativa tem como objetivo contemplar pessoas com deficiência física e/ou mobilidade reduzida, pois poderão assistir ao filme no conforto de sua casa, sem precisar se deslocar para um outro espaço físico.

O média-metragem também promove acessibilidade a deficientes visuais e auditivos, com exibições em libras, audiodescrição com narração e legendagem descritiva, incluindo transcrição em língua portuguesa dos diálogos, efeitos sonoros, sons do ambiente e demais informações relevantes que possibilitam a melhor compreensão da obra.

Lei de Incentivo à Cultura, o projeto “Poupe, Organize e Economize” tem a produção da Sancell Produções, apoio da Odin Filmes e Komedi, com patrocínio da Polimix Concreto e Mizu Cimentos e realizado pelo Ministério da Cultura, Governo Federal União e Reconstrução.

Fotos: Thiago Cunha

Sobre o Ministério da Cultura

A principal ferramenta de fomento à Cultura do Brasil, a Lei de Incentivo à Cultura contribui para que milhares de projetos culturais aconteçam, todos os anos, em todas as regiões do país. Por meio dela, empresas e pessoas físicas podem patrocinar espetáculos – exposições, shows, livros, museus, galerias e várias outras formas de expressão cultural – e abater o valor total ou parcial do apoio do Imposto de Renda. A Lei também contribui para ampliar o acesso dos cidadãos à Cultura, já que os projetos patrocinados são obrigados a oferecer uma contrapartida social, ou seja, eles têm que distribuir parte dos ingressos gratuitamente e promover ações de formação e capacitação junto às comunidades. Criado em 1991 pela Lei 8.313, o mecanismo do incentivo à cultura é um dos pilares do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac), que também conta com o Fundo Nacional de Cultura (FNC) e os Fundos de Investimento Cultural e Artístico (Ficarts). Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cultura.

Você sabia? O Jornal de Barueri também está no Google Notícias.
Inscreva-se agora e fique sempre atualizado com as últimas notícias.
show-notify-instagram

JB Stories

Leia Também

Publicidade • Anuncie Aqui
Publicidade • Anuncie Aqui
Publicidade • Anuncie Aqui

Leia Também