22.4 C
Tamboré
terça-feira, 16 julho 2024
Publicidade • Anuncie Aqui

Vai passar o Ano Novo na praia? Confira os locais próprios para banho, segundo a Cetesb

Publicidade • Anuncie Aqui

Quem ainda planeja uma viagem para curtir o Ano Novo e o início das férias escolares no litoral de São Paulo deve ficar atento à balneabilidade das praias. O boletim mais recente divulgado pela Cetesb, órgão que avalia a qualidade das praias do litoral paulista, mostra que 132 estão próprias e 31 praias inadequadas para banho em todo o estado. Confira nesse link a lista completa. Clique aqui.

De acordo com a lista, a Praia Grande, no Litoral Sul, é o município com o maior número de praias impróprias, totalizando oito. Em seguida, Ubatuba, no Litoral Norte, aparece com sete praias impróprias. Ao todo, o Litoral Norte possui 16 praias consideradas inadequadas, enquanto o Litoral Sul apresenta 17.

O relatório leva em consideração a quantidade de bactérias encontradas na água. De acordo com os critérios do órgão, uma praia é considerada imprópria quando são identificadas mais de 100 unidades de colônias de bactérias a cada 100 mililitros de água.

A recomendação da Companhia é não entrar nas águas das praias que estiverem sinalizadas com a bandeira vermelha, já que podem causar riscos à saúde dos banhistas.

Tempestade

O fim do ano de 2023 deve ser marcado por tempestades e a formação de um ciclone extratropical, de acordo com a Climatempo.

A tendência é que o clima típico de verão, com dias de calor e chuvas com possibilidade de raios e até granizo no período da tarde. Na virada do dia 31 de dezembro para 1º de janeiro, há possibilidade de chuva em todo o litoral do país.

Chuva compromete balneabilidade

A Cetesb também alerta que as chuvas podem comprometer a balneabilidade e levar a uma avaliação imprópria para o banho.

Claudia Lamparelli, gerente do setor de Águas Litorâneas da Cetesb afirma que, “não se pode deixar de considerar os efeitos das chuvas volumosas, que temporariamente, se sobrepõem aos efeitos da melhoria na infraestrutura de saneamento, podendo prejudicar consideravelmente a qualidade da água do mar.”

Desse modo, a Cetesb recomenda que se evite o banho de mar nas primeiras 24 horas após chuvas intensas.

Você sabia? O Jornal de Barueri também está no Google Notícias.
Inscreva-se agora e fique sempre atualizado com as últimas notícias.
show-notify-publicidade-legal

JB Stories

Leia Também

Publicidade • Anuncie Aqui
Publicidade • Anuncie Aqui
Publicidade • Anuncie Aqui

Leia Também