Primeiro caso da varíola dos macacos é confirmado na região

0
855
varíola dos macacos Itapevi
Doença provoca feridas na pele (Getty Images)

O primeiro caso da varíola dos macacos foi confirmado na região, em Itapevi. De acordo com a prefeitura, o paciente (que não teve idade e nome revelados), está sendo monitorado pela Vigilância Epidemiológica do município desde o dia 25 de junho.

“O paciente encontra-se em isolamento domiciliar e o seu quadro de saúde está estável, sem gravidade, além de receber acompanhamento de técnicos da Secretaria Municipal de Saúde”, informou a gestão de Itapevi.

Além do caso em Itapevi, a Secretaria Estadual de Saúde disse à reportagem que São Paulo soma 24 casos confirmados da doença, sendo 19 em São Paulo, dois em Indaiatuba, um em Santo André e outro em Vinhedo.

Atendimento

Em caso de suspeita da doença, o atendimento inicial deverá ser realizado, preferencialmente, em uma UBS (Unidade Básica de Saúde), indicando-se internação hospitalar para os casos que apresentem sinais de gravidade mais complexos.

O procedimento indicado no momento do acolhimento é que o paciente deverá receber uma máscara cirúrgica e conduzido para uma área separada dos outros usuários. O paciente deverá ser mantido isolado (precauções para contato e gotículas). As lesões de pele em áreas expostas devem ser protegidas por lençol, vestimentas ou avental com mangas longas e a Vigilância Epidemiológica notificada imediatamente.

Prevenção

A prevenção contra a varíola dos macacos pode ser feita através de uma boa higienização das mãos. Sempre com água e sabão e se possível utilizar o álcool gel. O uso de máscaras também ajuda na proteção contra a doença.

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.