OMS decreta emergência global pela varíola dos macacos; Barueri anota quatro casos

0
596
varíola dos macacos barueri
Doença causa feridas na pele (Divulgação)

Barueri registrou quatro casos da varíola dos macacos, de acordo com a Secretaria Estadual da Saúde, com dados desta segunda-feira (25). Na região, são três em Carapicuíba, três em Cotia, nove em Itapevi e cinco em Osasco, totalizando 20 notificações.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) decretou, no dia 23, que a varíola do macaco é uma emergência sanitária global. A decisão foi tomada depois de semanas de uma indefinição por parte dos especialistas diante da expansão da doença e do potencial risco de contaminação.

O vírus da Monkeypox faz parte da mesma família da varíola e é importante salientar que o atual surto não tem a participação de macacos na transmissão para seres humanos. O contágio ocorre entre pessoas e o atual surto tem prevalência de transmissão de contato íntimo e sexual.

Prevenção 

– Evitar contato íntimo ou sexual com pessoas que tenham lesões na pele;

– Evitar beijar, abraçar ou fazer sexo com alguém com a doença;

– Higienização das mãos com água e sabão e uso de álcool gel;

– Não compartilhar roupas de cama, toalhas, talheres, copos, objetos pessoais ou brinquedos sexuais;

– Uso de máscaras, protegendo contra gotículas e saliva, entre casos confirmados e contactantes.

Sintomas 

– O principal sintoma é o aparecimento de lesões parecidas com espinhas ou bolhas que podem surgir no rosto, dentro da boca ou em outras partes do corpo, como mãos, pés, peito, genitais ou ânus;

– Caroço no pescoço, axila e virilhas;

– Febre;

– Dor de cabeça;

– Calafrios;

– Cansaço;

– Dores musculares.

Estado de São Paulo

No Estado de São Paulo foram anotadas 590 ocorrências, sendo 486 em São Paulo, um em Bady Bassit, quatro em Barueri, três em Cajamar, sete em Campinas, três em Carapicuíba, três em Cotia, cinco em Diadema, três em Embu das Artes, um em Embu-Guaçu, um em Franco da Rocha, oito em Guarulhos, dois em Indaiatuba, um em Itanhaém, três em Itapecerica da Serra, nove em Itapevi, dois em Itaquaquecetuba, um em Itarare, um em Jacarei, um em Jundiaí, um em Mogi das Cruzes, cinco em Osasco, um em Praia Grande, quatro em Ribeirão Preto, um em Santa Bárbara D’Oeste, oito em Santo André, treze em São Bernardo do Campo, três em São Caetano do Sul, um em São Carlos, dois em São José dos Campos, dois em Sertãozinho, um em Suzano, dois em Taboão da Serra e um em Vinhedo.

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.