Barueri estuda compra de armas de choque para reforçar segurança

0
245
taser
Armas imobilizam os músculos, por meio de choque (Jaelson Lucas/Prefeitura de Curitiba)

A Prefeitura de Barueri está estudando a compra de armas taser, conhecidas como armas de choque, para reforçar a segurança da cidade. Os equipamentos devem ser utilizados pelos agentes da Guarda Municipal como primeira opção para contenção de pessoas e controle de ocorrências, segundo a gestão. A informação foi divulgada pelas redes sociais da prefeitura.

A adoção da Taser pela Guarda tem por objetivo evitar o uso de arma de fogo em situações de alto risco. Os guardas civis serão treinados por especialistas para a utilização do equipamento. As armas não letais possuem um chip onde ficam registrados todos os disparos realizados.

De acordo com a administração, “em breve deve ser aberta licitação para a compra das armas”. A capital já utiliza o armamento desde 2011. Ao atirar, a arma provoca um choque nos músculos, “imobilizando” a pessoa e impedindo “resposta”. A prefeitura informou ainda que as ações deverão ser filmadas por câmeras acopladas aos guardas.

Em 2016, a então Secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana de Barueri chegou a estudar a viabilidade de disponibilizar armamento não letal para o uso de seus agentes de trânsito, o que não ocorreu.

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.