16.9 C
Tamboré
domingo, 14 julho 2024
Publicidade • Anuncie Aqui

Furlan diz que pode “fechar as portas da Saúde para munícipes de outras cidades”

Publicidade • Anuncie Aqui

Apesar de fazer parte do programa federal Mais Médicos, o novo edital publicado no Diário da União (DOU), na terça-feira (20), não prevê admissões para o município de Barueri.

De acordo com a Prefeitura de Barueri, a saída dos profissionais cubanos não impactará na Saúde do município, uma vez que todos os oito médicos que atuam no programa são brasileiros. “O número de médicos do Programa Mais Médicos não representa nem 5% dos médicos da Atenção Básica do município”, esclarece o órgão.

Por outro lado, prefeituras da região sofrerão mudanças. Dos 74 profissionais do programa que atuam em Osasco, 33 são de Cuba. Em Cotia, há três médicos cubanos membros do programa. Já em Itapevi, 21 médicos daquele País deixaram a cidade. O novo edital prevê 127 novos profissionais para suprir a demanda nesses municípios, além de Carapicuíba e Jandira.

Empenho dos prefeitos

Temeroso que a situação afete a Saúde em Barueri, o prefeito Rubens Furlan publicou vídeo em suas redes sociais alertando os gestores sobre a questão. “Soube que os médicos cubanos que trabalham em Carapicuíba, Jandira e região foram retirados dos municípios. Se os prefeitos não repuserem esses profissionais, eles vão cair todos em nosso Sameb e na nossa Saúde”, ressalta Furlan.

O prefeito foi taxativo. “Se os gestores não investirem na Saúde deles, vou ser obrigado a fechar as portas para os seus munícipes. Ô ‘prefeitaiada, veja lá, vocês foram eleitos para cuidarem da Saúde, mas vocês abandonaram esse item”, conclui.

Você sabia? O Jornal de Barueri também está no Google Notícias.
Inscreva-se agora e fique sempre atualizado com as últimas notícias.
show-notify-twitter

JB Stories

Leia Também

Publicidade • Anuncie Aqui
Publicidade • Anuncie Aqui
Publicidade • Anuncie Aqui

Leia Também