Aproximadamente 1 milhão de pessoas morrem todos os anos por não saberem que estavam contaminadas pelo HIV ou por começarem tarde demais o tratamento contra a doença, de acordo com levantamento divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS)
na última semana. Somente em Barueri, de janeiro a outubro deste ano, 133 pessoas  foram diagnosticadas com a doença, conforme dados da Prefeitura, apurados pela reportagem.

Para o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, o mundo percorreu um longo caminho nas últimas três décadas, mas a epidemia de infecções não terminou. A estimativa é que 37 milhões de pessoas vivam com o vírus em todo o planeta, sendo que apenas
75% sabe de sua condição e 60% recebem tratamento. A fim de chamar a atenção dos moradores da região, desde o começo do mês, a Prefeitura de Barueri realiza uma força-tarefa para convocar a todos a fazer o Teste Rápido, parte da campanha Nacional do “Fique Sabendo”.

Os exames identificam pessoas infectadas com o vírus da Imunodeficiência Humana (HIV/Aids) e da sífilis. Interessa dos em realizar os testes podem se dirigir às Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) do município. Além de gratuitos, os exames –
uma retirada simples de sangue com um furo no dedo – são sigilosos e não requerem
jejum. O resultado costuma ser obtido em um prazo de 15 a 30 minutos.

Segundo a Prefeitura, o município dispõe de acompanhamento completo (enfermagem,
dentista, médicos, psicólogos, assistente social, farmacológico) no Serviço de Atendimento Especializado (SAE) de Barueri aos moradores diagnosticados com a doença. “No mesmo
lugar, o usuário com a receita em mãos recebe todo medicamento que faz para do seu tratamento”, disse o órgão em nota.

IST’s
Além do vírus da AIDS, o teste rápido também identifica a Sífilis. Foram 140 pessoas
diagnosticadas com a infecção no município neste ano. A prevenção das Infecções
Sexualmente Transmissíveis (IST’s) é feita com a utilização correta de preservativos.

Para o tratamento da sífilis é comum o uso de penicilina benzatina, preferencialmente,
e a dose varia de acordo com a fase da enfermidade. A Aids, por outro lado, requer tratamento com medicamentos antirretrovirais prescritos somente pelo médico.  15

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.