Com os times em situações diferentes, Barueri e Osasco recebem na terça-feira (19), às 19h30, duas partidas da última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista. 

Enquanto o Hinode Barueri briga pela segunda posição e ainda tem uma pequena possibilidade de garantir a liderança, o Vôlei Nestlé tenta se recuperar, após duas derrotas consecutivas fora de casa. No entanto, as osasquenses têm vaga garantida na semifinal.

Em sua primeira participação no torneio, a equipe de Barueri encerra sua participação, contra o Sesi, no Ginásio José Corrêa. Com três vitórias e nove pontos conquistados, o time está três atrás do Pinheiros, que vai encarar o Osasco, no José Liberatti. Caso vença e as paulistanas percam por 3  a 0, o clube irá se igualar em pontos, mas ainda dependeria do critério de desempate.

No entanto, ao menos na vice-liderança, o time de José Roberto Guimarães estará garantido com o resultado positivo.

Na semana passada, o treinador acompanhou a partida no banco de reservas após retornar da seleção brasileira, quando o HInode conquistou sua primeira vitória fora de casa contra o Renata Valinhos por 3 a 1, com parciais de 19 a 25, 25 a 20, 25 a 22, 25 a 20.

OSASCO

Apesar dos desfalques, não foi a primeira fase que o Vôlei Nestlé Osasco esperava no Campeonato Paulista. O clube foi superado na última semana pelo Sesi e somou sua terceira derrota na competição. Na terça (19), o clube recebe no Ginásio José Liberatti o líder Pinheiros e tenta encerrar melhor sua campanha inicial.

Atual campeão do estadual, o clube tem vaga garantida na semifinal e deve ter o retorno de Bia e Tandara, que estavam na seleção brasileira.

“Falta, para algumas de nossas atletas, assumir um papel de protagonistas que são. Fato é que poderíamos e deveríamos ter feito uma partida melhor do que fizemos”, avaliou Spencer Lee, que substitui Luizomar de Moura, que está na seleção do Peru.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.