Confeitaria se inspira em doces de Pernambuco para atrair o público

0
218
Ana Guimarães é confeiteira e proprietária da Cordel Boleria. (Foto: Divulgação)

Em junho, Ana Guimarães abriu a Cordel Boleria, que oferece diferentes iguarias do estado

Confeitaria tipicamente pernambucana. Foi com esse foco que a confeiteira Ana Guimarães abriu, em junho, a Cordel Boleria, para atender o público de Barueri e região. Entre as iguarias oferecidas, está o bolo de macaxeira, de pé de moleque e até de tapioca. 

“Decidi pela culinária pernambucana por duas razões, primeira por achar que tem uma riqueza de sabores usando 100% de ingredientes brasileiros, ingredientes do dia a dia e segundo, por saber que tem uma comunidade pernambucana muito grande em São Paulo e que tudo que eles mais querem é comer uma fatia de bolo de macaxeira ou bolo de pé de moleque”, explicou Ana ao Jornal de Barueri

Porém, ela e seus bolos conquistaram um público que vai além dos pernambucanos. “Começamos a boleria com muita convicção de que nosso público seriam pernambucanos que moram em São Paulo, mas para nossa surpresa, uma grata surpresa, conquistamos também o paladar do paulista, do mineiro, do paranaense, do carioca e por aí vai”, destacou. 

Ainda segundo a confeiteira, a ideia é manter o atendimento on-line, sem abrir um espaço físico. “Não pensamos em abrir loja física, pois o público que escolhemos trabalhar quer receber o bolo em casa e não sair para buscar. Isso é uma tendência do mercado”, apontou. 

Para conferir as delícias da Cordel Boleria e fazer um pedido, é só acessar o Instagram da loja (@cordelboleria). 

Carreira 

Essa não é a primeira vez que Ana empreende na área de confeitaria. Segundo ela, seu primeiro ateliê foi aberto em 2007, na zona norte de São Paulo. 

“Fechei o ateliê em 2010 e voltei para a minha área de formação: financeira. Trabalhei em algumas multinacionais e, por quase 10 anos, estive em uma grande indústria alimentícia. Em 2019, criei um perfil no Instagram (@anaguimaraes_br) para gerar conteúdo para confeiteiras, porém, dessa vez, voltado para gestão financeira e gestão de negócios e, esse ano, resolvi voltar a empreender na confeitaria de forma direta e abri a Cordel Boleria”, afirmou. 

Para construir a carreira que tem hoje, ela explicou que fez diversos cursos. “O que me motiva continuar atuando nessa área são duas paixões: pela confeitaria e por empreender”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.