Ações da Guarda Municipal visam combater uso de cerol e linha chilena em pipas

0
250
Segundo a lei 2.054, é proibido, no âmbito municipal, a fabricação, venda, fornecimento ou utilização de “cerol” ou “linha chilena”. (Foto: Divulgação/Secom Barueri)

Utilização desses artefatos são proibidos em Barueri. Iniciativa tem como foco orientar os moradores

Nos fins de semana, a Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana (SSMU), por meio da Guarda Civil Municipal (GCM), realiza ações educativas para combater o uso cerol e da linha chilena para empinar pipas ou papagaios.

Segundo a lei 2.054 de 4 de abril de 2021, é proibido, no âmbito municipal, em qualquer área de terreno, público ou privado, a fabricação, venda, fornecimento ou utilização de “cerol” ou “linha chilena”. Trata-se de uma mistura de cola e vidro picado ou moído e, em pó de quartzo moído e óxido de alumínio, em linha ou cordão.

De acordo com a pasta, as ações da GCM visam orientar munícipes, mas também moradores de cidades vizinhas que usam os espaços públicos, dentro dos limítrofes, para empinar pipas ou papagaios.

O descumprimento da lei citada implica na aplicação de multa no valor de 25 UFIBs (Unidade Fiscal de Barueri), que é de R$ 38,37 cada uma para este ano, equivalente a R$ 959,25.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.