Vereadores se dividem sobre liberação da maconha

0
3052

Parlamentares aprovaram moção contra a droga, mas Jânio criticou a falta de uso medicinal

Os vereadores de Barueri aprovaram nesta terça-feira (15) uma moção de aplausos a uma campanha do deputado estadual Campos Machado (PTB) contra a liberação da maconha. No entanto, parlamentares fizeram ressalvas e criticaram a falta do uso medicinal, além do fato do consumo de álcool e de cigarros não receber nenhuma resistência.

“Foi constatado que a folha do uso da maconha é usado contra o câncer, e eles não liberam. Tem coisas piores que estão matando o nosso povo, como  a bebida e o cigarro”, afirmou Jânio Gonçalves (PMDB). O peemedebista chegou a dizer que a folha ‘não faz mal’, mas que se torna perigoso pelas substâncias que são acrescentadas.

O tema entrou em discussão na Casa, por conta de uma ação que será julgada no Supremo Tribunal Federal (STF), que julga um mecânico que assumiu a posse de três gramas de maconha.

Autor da moção, Chico Vilela (PTB) afirmou que se a questão é medicinal, teria de ser criado um modo para este uso. “Mas imagina só se todos fossem a favor de liberar a maconha e a cocaína, como seria? Às vezes pode ser um remédio e podemos entender por esse lado. Mas aí se cria um laboratório, o médico vai transcrever para passar, não liberar a droga.”

“Se fizesse bem estaria liberado no mundo inteiro. Isso é balela”, disse Allan Miranda (PSDB).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.