Na quinta-feira (10), prefeitos discutiram temas regionais no Cioeste Foto: Divulgação

Com a provável queda de receitas no próximo ano por causa das mudanças na legislação sobre o Imposto Sobre Serviços (ISS), o prefeito de Barueri, Rubens Furlan (PSDB), enfatizou nesta quinta-feira (10) a necessidade de ampliar o diálogo regional com os governos federal e do estado para minimizar o impacto nas gestões.
“Barueri vai perder R$ 300 milhões de receita, porque o Congresso aprovou uma lei dizendo que não é mais assim que paga o imposto do ISS. Não vai ser bom para  ninguém”, afirmou em reunião com os prefeitos do Consórcio Intermunicipal da Região Oeste (Cioeste). “Vamos ter que nos reinventar para fazer o governo que o povo espera”.

A reunião foi coordenada pelo presidente do Cioeste, Elvis Cezar (PSDB), prefeito de Santana de Parnaíba, onde as perdas devem chegar a R$ 25 milhões e, em Osasco, a previsão é de menos R$ 100 milhões no orçamento a partir de 2018.
A nova legislação deve valer no ano que vem, após o Congresso derrubar o veto do presidente Michel Temer (PMDB). O texto prevê que o tributo vá para a cidade onde um
serviço é feito e não para o município em que as empresas estão instaladas, o que impacta diretamente as gestões.

“Temos que fazer um projeto de desenvolvimento regional. Porque se Barueri desenvolve muito e Santana não, Jandira não, Pirapora não, todos os problemas desaguam em Barueri”, disse Furlan.

Paciência

O principal tema a ser tratado inicialmente com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) é o número de leitos na saúde da região. Furlan também pediu paciência. “Não podemos fazer chover solução. A população tem que ter paciência com a gente, estamos enlouquecidamente trabalhando para proporcionar o bem estar desta região. E quando não conseguir, temos que dizer por que não conseguimos”, disse.
“Sozinho não vamos chegar a lugar nenhum, é importante que a gente se una. E ano que vem, que não venha ninguém de fora pedir voto, se não nos ajudou. Temos de ser eleitores mais exigentes do que já fomos”, completou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.