Vacinação contra gripe será antecipada por conta coronavírus

0
565

Após confirmação de caso em São Paulo, Ministério da Saúde decidiu que campanha acontecerá no dia 23 de março

Após a confirmação do primeiro caso do novo coronavírus (COVID-19) no Brasil, o Ministério da Saúde decidiu que antecipará, em 23 dias, a vacinação contra a gripe no país. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (27). Com isso, a campanha começará no dia 23 de março.

O Instituto Butantan, responsável pela produção da vacina, fará 75 milhões de doses. O número é 13% a maior do que no ano passado. “Vacinando mais, mais pessoas estão protegidas e menos suscetíveis a doenças. É uma decisão absolutamente fundamental neste momento”, explicou o médico infectologista David Uip.

Segundo boletim divulgado nesta sexta-feira (28) pela Secretaria de Estado da Saúde, 66 casos suspeitos de coronavírus estão sendo monitorados no Estado. Em Barueri, não há casos suspeitos.

Para monitorar e coordenar ações contra a propagação da doença, o Governo do Estado de São Paulo criou um centro de contingência.

Caso confirmado

Nesta quarta-feira (26), o Ministério da Saúde confirmou o primeiro caso do novo coronavírus no país. O paciente diagnosticado é um homem de 61 anos, morador da capital, que fez uma viagem para a Itália em fevereiro.

Ele deu entrada na segunda-feira (24), no Hospital Albert Einstein. Após confirmação da infecção viral com teste PCR, uma contraprova foi feita no Instituto Adolfo Lutz. O homem ficará em isolamento domiciliar durante 14 dias.

Especialista

Segundo Alexandre Naime Barbosa, infectologista e professor da Universidade Estadual Paulista (Unesp), com esta confirmação, a população precisa ficar mais atenta. “Entre os cuidados estão cobrir a boca ao tossir e espirrar, lavar as mãos por 20 segundos com água e sabão, pois isso quebra a integridade do vírus, ou usar antissépticos conhecidos como álcool em gel”.

O especialista destaca que a taxa de letalidade da doença é de 2% a 3%, principalmente em idosos. “O uso de máscara ainda não é necessário, pois não tivemos a confirmação de transmissão do vírus de pessoa para pessoa no país. Esta é uma doença nova e que estamos aprendendo a lidar com ela ainda”, concluiu.  

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.