SPTrans amplia ações de combate à fraude no Bilhete Único

0
224
Medidas tem como objetivo restringir o acesso de fraudadores ao cartão e a comercialização irregular de créditos. (Foto: Vinicius Pereira)

A partir desta sexta-feira, 1º, haverá limite de crédito do tipo comum em qualquer cartão do BU sem personalização, ou seja, sem dados pessoais impressos, além de modelos de estudante e Vale Transporte emitidos até 2013.

“A medida tem como objetivo restringir o acesso de fraudadores ao Bilhete Único e a comercialização irregular de créditos e cartões, prática criminosa que onera o sistema municipal de transportes e o cidadão paulistano”, destacou a nota.

A SMT publicou duas portarias nesta quarta-feira, 30. A primeira estabelece o limite de créditos e a segunda determina que a SPTrans cancele cartões flagrados contendo recargas irregulares ou ilícitas e comunique a polícia.

Com a mudança, a partir de fevereiro, esses modelos de cartões aceitarão, no máximo, cargas de 10 tarifas (R$ 43 no valor atual). Hoje o limite de créditos comuns é de R$ 350,00.

Quem tiver saldo acima de R$ 43,00 em um desses três modelos de bilhete terá quatro meses para utilizar esses créditos. Após esse período, os cartões com carga acima deste valor não serão mais aceitos em todo o sistema. Para recuperar o saldo restante em caso de não utilização, o passageiro deverá solicitar um novo cartão.

Para ter um cartão com maior capacidade de crédito, os passageiros deverão solicitar gratuitamente um cartão personalizado, pelo site e retirá-lo no posto da SPTrans de sua preferência. A relação de postos está disponível neste link.

Bilhetes de modelos novos personalizados continuarão tendo limite de R$ 350,00 para créditos comuns.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.