Sistema Castello-Raposo tem o menor registro de vítimas fatais em 20 anos

0
150
Em 2018, a concessionária alcançou a redução de 68% na comparação com 1999, o primeiro ano completo de concessão. (Foto: Divulgação)

A CCR ViaOeste registrou 32 mortes no Sistema Castello-Raposo em 2018, o menor número desde que assumiu a gestão do trecho, em 1998. A redução é de 68% desde 1999, o primeiro ano completo de concessão, quando foram registradas 101 fatalidades. Neste período, o tráfego cresceu cerca de 60% nas rodovias. A redução de vítimas fatais é uma das principais metas da concessionária dentro do Programa de Concessões de Rodovias de São Paulo.

Na mesma base de comparação, o número de acidentes caiu 36%, de 4.606, em 1999, para 2.937, em 2018. Carlos Costa, gestor de Operações da CCR ViaOeste, destaca que estes resultados foram alcançados graças aos contínuos investimentos da concessionária em obras, segurança e operação das rodovias, juntamente os programas de educação no trânsito. “Todo este trabalho se completa com a atuação integrada com a Polícia Militar Rodoviária, Corpo de Bombeiros e ARTESP (Agência Reguladora de Transportes de São Paulo)”, ressalta.

O gestor explica que a CCR ViaOeste atua diretamente na melhoria da segurança nas rodovias por meio do Programa de Redução de Acidentes (PRA), que estuda e coloca em prática, continuamente, ações estruturais e educativas visando a diminuição de ocorrências nos trechos administrados pela concessionária. “Em 2018, por exemplo, realizamos um grande trabalho educativo focado nos motociclistas e pedestres, público mais vulnerável no ambiente rodoviário. Além disso, auxiliamos o DER-SP (Departamento de Estradas de Rodagem) com nossa inteligência operacional no apontamento dos melhores locais para a realização de suas ações de fiscalização com radares móveis”, enfatiza Costa.

“Como a maior parte dos acidentes é causada por falhas humanas, mudanças reais no comportamento dos motoristas poderiam efetivamente evitar estas ocorrências. Por isso, o trabalho da concessionária neste sentido depende que os usuários assimilem a importância de conduzir de maneira segura”, reforça Carlos. O gestor destaca que a concessionária realiza campanhas permanentes de educação. “Mas não basta conhecer as melhores práticas de trânsito. É essencial que, antes de dirigir, o motorista reflita sobre estes conceitos e os utilize em sua vida diária”, aponta Costa.

Como parte da contribuição para este objetivo, a CCR ViaOeste trabalha, desde 2007, o tema segurança no trânsito com as crianças. Por meio do Programa “Caminhos para a Cidadania”, realizado em parceria com as secretarias municipais de Educação de 17 municípios atendidos pelo Sistema Castello-Raposo, conteúdos sobre trânsito e cidadania são inseridos no currículo do 4º e 5º anos do Ensino Fundamental da rede pública. Desde sua criação, já foram alcançados mais de 644 mil alunos e 22 mil educadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.