Pesquisa revela áreas com estágios mais bem pagos do Brasil

0
304
Engenharia ou Ciências Atuariais? Relações Públicas ou Economia? Qual o curso com os estagiários mais bem pagos? As dez áreas com maior remuneração? (Foto: Divulgação)

Engenharia ou Ciências Atuariais? Relações Públicas ou Economia? Qual o curso com os estagiários mais bem pagos? As dez áreas com maior remuneração? A fim de levantar os valores oferecidos, o Nube – Núcleo Brasileiro de Estágios promoveu a ‘Pesquisa Nacional de Bolsa-Auxílio 2018’. Realizada desde 2008, o atual resultado apontou a média geral em R$ 968,18, ou seja, 3,4% menor comparado a 2017, quando o índice era de R$ 1.002,79. O cenário demonstra os efeitos da recessão.

O estudo ocorreu de janeiro a dezembro de 2018, com 62.468 participantes de 16 a 71 anos, em todo o país. O levantamento revelou um montante de R$ 1.095,89 para quem está no nível superior, queda de 2,65% em relação ao ano passado. Para os tecnólogos houve um declínio de 0,83% nos pagamentos, ficando em R$ 1.003,23. O ensino médio técnico ficou quase estável, com um leve recuo de 0,05%, ficando em R$ 767,90. Já para quem está no nível médio, uma boa notícia: o valor é de R$ 631,10, crescimento de 1,72%.

Na visão do presidente do Nube, Carlos Henrique Mencaci, o quadro é consequência da crise econômica, a qual se traduz atualmente em 12,7 milhões de desempregados, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. “A situação financeira do país também impactou o mercado de estágios. Muitas companhias fecharam vagas, dispensaram colaboradores ou diminuíram as remunerações para enxugar o orçamento”, explica.

Quando a análise é feita por gênero, a quantia para os homens é maior, de R$ 1,022,54. Para as mulheres, o valor ficou em R$ 924,83. “Essa diferença é chamativa. Contudo, quando falamos de estágio, isso é explicado pela presença massiva dos rapazes em carreiras exatas, como Economia. Já as moças optam mais pelo campo de humanas, o qual possui pagamento inferior, na maioria das vezes”, sintetiza Mencaci. Ao se observar um curso específico, não há esse tipo de divergência entre as bolsas-auxílio oferecidas. Na região Norte, por exemplo, as estagiárias são mais bem pagas, recebendo em média R$ 797,19, enquanto eles recebem R$ 734,70.

Na segmentação por idade, os estudantes entre 24 a 29 anos apresentaram a melhor média, chegando a R$ 1.117,70. Já os alunos entre 16 e 18 anos recebem R$ 654,28. Muitas empresas aumentam a bolsa dos estagiários dependendo do período do curso. Assim, no primeiro ano é menor e vai evoluindo conforme o discente avança na formação. “Porém, independentemente de idade, os recrutadores buscam candidatos capacitados e dispostos a se desenvolverem no ambiente corporativo. Por isso, o estágio é o passo fundamental para aumentar os conhecimentos e constituir uma carreira de sucesso”, orienta o presidente.

A região com melhores remunerações é a Sul, com R$ 1.022,35. Logo em seguida ficou a Centro Oeste, com a quantia de R$ 1.010,13. Em terceiro lugar vem a Sudeste, com R$ 969,31. As localizações Nordeste e Norte apresentaram R$ 908,10 e R$ 760,80, respectivamente.

Uma curiosidade sobre a pesquisa é a permanência dos cursos de Engenharia, Economia e Química no ranking desde 2008. Relações Internacionais só não figurou entre os dez mais bem pagos em 2014. Uma carreira nova, Ciência e Tecnologia, estreou em 2013 e permanece até hoje. Já no nível Superior Tecnólogo, inserido no estudo a partir de 2009, destaca-se Sistemas de Informação, pois nunca saiu do Top 10. Secretariado e Comércio Exterior aparecem desde 2010 e Redes de Computadores só ficou de fora em 2011. Já Banco de Dados está na liderança há três anos.

Enquanto isso, no Médio Técnico, Segurança do Trabalho, Química, Mecatrônica e Mecânica estão firmes desde 2008. Já Eletroeletrônica entrou em 2012 e se mantém desde então. Automação tem os melhores valores pagos aos estagiários desde 2015. Contudo, quem mais ficou no topo do pódio foi Segurança do Trabalho, quatro vezes desde 2008.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.