Período de férias reacende alerta com ocorrências envolvendo pipas

Em Barueri, menino de nove anos passa por cirurgia, após ser cortado por linha com cerol

0
538
Foto: Michela Brigida/ Jornal de Barueri

Quando o semestre letivo termina, empinar pipa se torna um dos passatempos preferidos de muitas crianças e adolescentes. A brincadeira ganha mais força ainda no mês de julho, devido aos poucos índices de precipitações e ventos acima da média. Porém, em meio à diversão, acidentes podem acontecer em virtude da desatenção em meio às fiações elétricas e uso de materiais cortantes.

Devido a uma linha com cerol, mistura de vidro moído com cola, João Vitor Valverte, de nove anos, precisou ser socorrido com urgência ao Hospital Municipal de Barueri (HMB) no começo deste mês.  Ele andava de bicicleta, quando ficou enroscado em uma linha de pipa que possuía o material cortante. O atrito fez com que ele tivesse um corte profundo na garganta.

Segundo informações, após ser encaminhado ao hospital, o menino teve que passar por uma reconstrução do pescoço e do ombro. Atualmente, ele já está em casa e passa bem, porém, a atenção da equipe médica continua, uma vez que a recuperação é lenta.

Acidentes como o de João Victor não são casos isolados. De acordo com a Associação Brasileira de Motociclistas (ABRAM), por ano, aproximadamente 500 condutores de moto são feridos por linhas de pipa com cerol ou com a linha chilena (mistura de cola madeira e pó de alumínio).  Entre estes casos, em 25% as vítimas vão a óbito.

A utilização do cerol ou de linha chilena foi proibida há 12 anos no Estado de São Paulo. A lei de janeiro de 2006 prevê multa de até R$ 1.500 para quem portar o material. Além disso, segundo a Polícia Civil, o Código Penal qualifica o uso como crime passível de prisão.

Rede elétrica

Empinar pipa próximo às fiações pode também ocasionar acidentes, pois há o perigo de se sofrer uma descarga elétrica. De acordo com a Eletropaulo, empresa que distribui energia elétrica para 24 municípios da região metropolitana de São Paulo, foram registrados no ano passado sete acidentes do tipo, sendo que quatro deles aconteceram em período escolar, nos meses de julho, dezembro e janeiro. Não houve ocorrências em Barueri.

Para evitar acidentes envolvendo pipas, o Corpo de Bombeiros recomenda aos motociclistas e ciclistas o uso de uma antena no guidão. Aos que brincam, a orientação é não soltar pipa próximo a fiações, árvores ou em lajes e muros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.