Nos primeiros três meses do ano, Barueri registrou 21 casos de dengue

0
588
Em Barueri, equipes de controle de vetores realizam visitas de casa em casa para orientar moradores sobre o combate ao mosquito Aedes Aegypti. (Foto: Robinson Alvarenga/Secom Barueri)

Mesmo com a luta contra o novo coronavírus, moradores devem seguir eliminando criadouros do mosquito transmissor

 

Em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o Brasil também precisa enfrentar outro problema já conhecido da população: a dengue. De acordo com dados do Centro de Vigilância Epidemiológica “Prof. Alexandre Vranjac” (CVE), em janeiro e fevereiro deste ano, o Estado de São Paulo registrou 52.882 casos da doença, entre autóctones e importados.

Apesar do número alto, ele é 19,29% menor do que as ocorrências anotados no mesmo período de 2019, que foram 65.522.

Em Barueri, o cenário não é diferente. Segundo a prefeitura, houve uma redução no número de casos de dengue de janeiro a março deste ano em relação a 2019.

No primeiro trimestre deste ano, foram 21 ocorrências confirmadas, contra 22 no mesmo período de 2019. A queda foi de 4,54%. Só no último mês, foram cinco infectados ante 17 em março do ano passado.

 

Combate

Para diminuir estes números, no município barueriense, a equipe de controle de vetores realiza um trabalho nas áreas onde ocorreram o maior número de casos, orientando moradores a eliminar criadouros do mosquito transmissor. “A prefeitura faz ainda ‘Zeladoria Urbana’, em que fiscaliza e promove a limpeza urbana”, explicou a gestão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.