No mês de prevenção ao suicídio, prefeitura promove ações

0
689
UBS´s recebem roda de palestras com funcionários e pacientes (Foto: Secom Barueri)

O Brasil registrou 11.433 mortes por suicídio em 2016, o equivalente a 31 casos por dia. Os dados, que representam um aumento de 2,3% em relação ao ano anterior, fazem parte do novo boletim epidemiológico do Ministério da Saúde divulgado recentemente.

Preocupada com o tema, a Prefeitura de Barueri promove diversas ações neste mês, dentro do programa Setembro Amarelo, que busca a conscientização sobre a prevenção.

Nesta terça-feira (25), a equipe da Saúde Mental estará na Feira Noturna de Barueri, oferecendo conforto e orientação a quem se interessar.

A Coordenadoria da Juventude, ligada à Secretaria de Cultura e Turismo, também atua na prevenção. A palestra preventiva promovida pela equipe está indo a diversas escolas públicas e privadas para chegar não apenas aos jovens, mas também a seus pais e demais envolvidos. Nesta sexta-feira (dia 28), pela manhã, o grupo estará no 2º Batalhão do Exército de Barueri, e à tarde, no bulevar central, durante a Semana da Cultura Cristã, em parceria com a Coordenadoria de Assuntos Religiosos.

As UBS da cidade têm abrigado rodas de conversas entre pacientes e funcionários dos postos, além levar orientação aos estudantes com a ajuda dos profissionais dos Centros de Atenção Psicossocial adulto e infantil (CAPS).

Sinais

Na última semana, na Unidade Básica de Saúde (UBS) Hermelino Liberato Filho, do Jd. Belval, o tema foi discutido. “O importante em relação à prevenção ao suicídio é as pessoas estarem ligadas aos sinais. Os sinais mais comuns ocorrem quando as pessoas estão passando por um momento difícil na vida, aquelas que têm algum transtorno mental ou que são muito isoladas”, afirma o psicólogo da rede, Flávio Maciel Settembre.

O especialista chama a atenção à forma correta de abordagem: “para prevenir o suicídio não podemos menosprezar o sofrimento das pessoas, isso acaba gerando uma complicação maior que pode levar ao suicídio, são várias situações que fazem com que a pessoa acabe cometendo esse ato”, alerta.

CAPS e CVV
O auxílio às pessoas que precisam de atendimento acontece o ano inteiro nas Unidades Básicas de Saúde, nos CAPS adulto e infantil, no CRAD (Centro de Referência ao Álcool e outras Drogas). Além disso, há o CVV (Centro de Valorização à Vida), número 188.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.