Mudança no ISS pode ser interrompida, afirma prefeito de Osasco

Alteração no tributo pode trazer impactos a municípios da região

0
512
Foto: Ivan Cruz

A alteração na arrecadação do imposto sobre serviços (ISS) pode ser interrompida para 2018, segundo avaliação do prefeito de Osasco, Rogério Lins (Podemos).

Segundo o gestor, a Federação dos Brasileira de Bancos (Febraban) tem encontrado dificuldades para fazer a mudança imposta pela nova legislação, além da atuação de parlamentares como a deputada Renata Abreu (Podemos).

A alteração na tributação pode causar impactos em cidades da região, em especial, no município de Barueri. O motivo é o projeto que determina que a arrecadação deve ir para onde um serviço é realizado, ao invés da sede da empresa prestadora.

Com isso, os baruerienses poderiam perder R$ 300 milhões em verbas vindas do ISS, principalmente pelo que recebe das transações feitas com cartões de crédito e débito. Osasco, segundo Lins, perderia R$ 50 milhões.

“A gente está muito próximo de interromper essa alteração. A Febraban fala que não tem como concretizar essa alteração do ISS, o sistema está muito longe de entrar nesse formato que a legislação preconiza”, afirmou Lins.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.