Guardiã Maria da Penha fala sobre violência doméstica em escolas municipais

0
117
De acordo com a subinspetora Magali Figueiredo Vieira, a violência doméstica é um problema social que deve ser exposto e conversado em sala de aula. (Foto: Divulgação)

Prestes a completar três anos de existência, o Guardiã Maria da Penha (programa da Guarda Municipal utilizado especificamente no atendimento a mulheres vítimas de violência doméstica), começou a expandir suas atividades com a intenção de diminuir o índice de casos de agressão contra a mulher em Barueri.

Com o novo projeto “Guardiã Maria da Penha na escola”, as agentes realizam palestras de orientação e prevenção aos alunos dos 6º e 9º anos das escolas municipais. “Nosso objetivo é trazer aos jovens o conhecimento da Lei Maria da Penha e de como evitar novos casos de violência contra a mulher”, explica a subinspetora Magali Figueiredo Vieira, coordenadora do programa.

Durante a palestra, os alunos assistem a um vídeo explicativo sobre a Lei 11.340, que previne e pune a violência e todas as demais formas de discriminação contra a mulher. Entre relatos reais, os estudantes podem dialogar com as guardas sobre suas experiências familiares.

De acordo com a subinspetora, a violência doméstica é um problema social que deve ser exposto e conversado em sala de aula. “Desde cedo precisamos descontruir essa versão de que a mulher é inferior ao homem. Os alunos precisam lidar com essa situação dentro e fora de casa”, conclui.

O projeto deu início às atividades na Emef Fioravante Barletta (Jardim Silveira), mas deve alcançar todas as escolas da rede municipal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.