Ensino público de Barueri está acima da média nacional, aponta Ideb

0
9177
Na 1ª fase do Ensino Fundamental (4ª série/5ºano), Barueri ultrapassou a meta proposta pelo Ministério da Educação para 2017 (Karina Borges/Secom Barueri)

O resultado do Índice de Desenvolvimento da Educação (Ideb) 2017, divulgado na segunda-feira (3), pelo Ministério da Educação, apontou que a rede de ensino público de Barueri teve uma taxa superior à média nacional na avaliação, em relação as três primeiras etapas da educação básica. As FIEBS’s (Fundação Instituto de Educação de Barueri) Profª Dagmar Ribas Trindade, do Jardim Maria Cristina e Profª Maria Theodora Pedreira de Freitas, em Alphaville, foram os grandes destaques da cidade.

Formado pelo Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb), onde são aplicadas provas de português e matemática a cada dois anos aos alunos da 4ª série/5º ano, 8º série/9º ano e 3º ano do Ensino Médio, o Ideb é o principal indicador de qualidade da educação básica do país. Outros aspectos também são levados em conta no índice, como por exemplo o fluxo escolar das unidades de ensino- taxa de aprovação, reprovação e abandono dos alunos.

Na primeira fase do Ensino Fundamental (4ª série/5ºano), Barueri foi avaliada com média 6,5, ultrapassando a meta proposta pelo Ministério da Educação em 0,4 para 2017. Em comparação nacional, o município teve desempenho acima da média do país, que foi 5,5 para as instituições públicas, um ponto a mais.

Entre os alunos da 8º série/ 9º ano, a cidade teve média de 5,5, passando novamente a meta proposta à faixa de ensino e também a média nacional, que ficou em 4,4 para esta etapa. Na avaliação do Ensino Médio, Barueri foi avaliada em 4,4, superior ao Ideb da rede pública estadual brasileira (3,5) e igual à meta estipulada pelo Ministério da Educação à faixa de ensino.

Alta performance
Destaque desta edição do Ideb, os alunos das FIEBS’s da 4ª série/5º anos tiveram média acima de oito. A unidade Dagmar foi avaliada em 8,5 e a Maria Theodoro em 8,1.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.