Em temporada de chuva, Barueri reforça cuidados contra mosquitos transmissores de doenças

0
176
Agentes de saúde ampliaram visitas em casas de moradores para eliminar criadouros. (Foto: Secom Barueri)

Com o início da temporada de chuvas de verão, a população deve estar alerta a ameaça tripla de vírus transmitidos por mosquitos, intensificados pelo calor, como a dengue, chikungunya e a febre a amarela. Em Barueri, a Coordenadoria de Vigilância em Saúde, por meio do Departamento Técnico de Controle de Zoonoses, da Secretaria da Saúde, tem ampliado esforços para eliminar focos de mosquitos criadouros e conscientizar a população. A cidade registrou três casos de dengue em 2018.

De acordo com a Prefeitura, agentes de saúde fazem constantemente visitas em residências, a fim de oferecer orientações sobre cuidados e verificar se o local não é fonte de criadouro dos vírus. “A colaboração e cuidado do morador são também sempre fundamentais. É responsabilidade legal dos moradores manterem suas casas limpas e sem recipientes com água parada. Nos condomínios, essa ação deve ser gerenciada pela administração para manter os imóveis limpos, áreas coletivas em condição organizada e sem criadouros”, explica o órgão em nota.

Ainda segundo a administração municipal, está sendo feito uma ação de “Zeladoria Urbana” na cidade, resultante de uma parceria entre todas as secretarias municipais. A iniciativa consiste na fiscalização assídua e promoção da limpeza das ruas do município, capinagem, manutenção e podas de árvores e vistoria em imóveis abandonados.

Caso algum morador verifique alguma situação irregular, pode acionar a Vigilância da cidade pelo no número 4199-1333.

 

Número

Em 2018, Barueri registrou três casos de dengue, e um caso confirmado de chikungunya (entre 14 suspeitos). Em relação à febre amarela, foram quatro casos confirmados, sendo que um deles evoluiu para óbito, todos importados, entre 27 suspeitos.

Para a prevenção contra a febre amarela, a Prefeitura disponibiliza em todas as Unidades Básicas de Saúde doses integrais da vacina. A cobertura vacinal na cidade está em 84%, de acordo com a administração da cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.