Em meio a polêmica do 13º, Câmara de Barueri terá mesmo orçamento em 2018

Legislativo barueriense se manteve com o total de R$ 60 milhões para custear despesas; outras cidades tiveram alta

0
1328

Em meio às polêmicas votações para conceder o 13º salário para os vereadores, as Câmaras Municipais da região oeste terão orçamentos que preveem desde a alta nas
despesas até a manutenção da verba atual.

A exceção é Barueri, onde os parlamentares aprovaram nesta semana a proposta que cria o benefício para os vereadores [veja ao lado]. Apesar do texto, a lei orçamentária
anual prevê R$ 60 milhões para a Casa em 2018, mesmo valor que foi destinado
para os trabalhos deste ano.

Em outras cidades, porém, a previsão é de alta. Na Câmara de Osasco, a proposta é de R$ 63 milhões para o 2018 na Casa, 5% a mais do que neste ano. O texto ainda será analisado pelos parlamentares. da cidade, a Casa aprovou o 13º em primeira votação e o tema causou polêmica.

Na terça-feira (28/11), o legislativo informou que não há previsão para quando o projeto será colocado em segunda discussão, mas teve o apoio de 18 legisladores inicialmente.
Após a pressão de moradores, o texto agora é incerto.

Nas cidades que ainda não divulgaram se pretendem criar a medida, as Câmaras de Cotia e de Santana de Parnaíba também preveem alta. Os cotianos têm verbas de R$ 37,6 milhões, 5% a mais do que a previsão deste ano, enquanto em Santana de Parnaíba são R$ 23,3 milhões, 6,1% a mais do que o atual orçamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.