Em Barueri, mais de 83% dos agentes da saúde e idosos receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19

0
324
Até quarta-feira (17), Barueri aplicou 12.383 vacinas, sendo 9.601 da primeira dose e 2.782 da segunda Foto: Karina Borges/Secom Barueri

Até terça-feira (16), 7.881 profissionais e 1.651 pessoas acima de 90 anos e entre 85 e 89 anos foram vacinados

Barueri é a segunda cidade, entre as que compõem o Consórcio Intermunicipal da Região Oeste (Cioeste), que mais vacinou contra a Covid-19 na região até aqui. Foi o que revelou dados do Vacinômetro, ferramenta do Governo de São Paulo. O município perde apenas para Osasco, que está no topo da lista.

No dia 19 de janeiro, Barueri iniciou a vacinação em profissionais de saúde. Segundo informações da prefeitura, 7.881 pessoas tinham sido vacinadas com a 1ª dose até terça-feira (16), chegando a 83,12% da imunização deste grupo. Em média, cerca de 26 profissionais são imunizados por hora na cidade.

Já os idosos acima de 90 anos passaram a receber doses no dia 4 deste mês, e os de 85 a 89 anos, no dia 8. Até terça (16), 1.651 pessoas nessas faixas etárias tinham sido vacinadas. Em média, 12 idosos são vacinados por hora no município e mais de 83% deste grupo já recebeu a primeira dose.

Cuidados com os protocolos
Há um mês, Barueri iniciou a vacinação e muitas pessoas têm afrouxado nas medidas contra a Covid-19. Na opinião de Vitor Mori, pesquisador da Universidade de Vermont e membro do Observatório Covid-19 BR, mesmo com o início da imunização, é necessário reforçar os cuidados com a prevenção.

“Temos que manter os cuidados, pois novas variantes com maior potencial de transmissão da doença estão surgindo e por estarmos em uma fase crítica da pandemia, com um número muito alto de novos casos e mortes diárias”, explicou.

O pesquisador defende ainda a atualização dos protocolos sanitários. “O que se sabe hoje é que a principal via de transmissão da Covid-19 é pelo ar. Por isso, eu considero limpeza de superfícies e medição da temperatura, por exemplo, medidas pouco efetivas. Devemos focar em protocolos, como ficar em ambientes com boa ventilação, ao ar livre, manter o distanciamento e usar máscaras adequadas”, destacou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.