Deputada federal de Barueri, Bruna Furlan conquista reeleição

0
2184
Foto: Divulgação

 

Filha do prefeito de Barueri Rubens Furlan, a deputada federal Bruna Furlan (PSDB) garantiu novamente sua vaga na Câmara. No último domingo (7), a parlamentar conquistou a reeleição, com 126.847 votos, ocupando a 25º colocação entre os mais votados para o cargo.

Entre os candidatos do seu partido, Bruna foi a mais bem votada. Apesar da vitória, o número de votos válidos recebidos neste pleito teve uma queda de aproximadamente 29% em relação da 2014, onde a parlamentar conquistou 178.606 votos, ocupando o 16º lugar entre os mais votados.

No seu terceiro mandado, a deputada afirma que atuará para implantar uma política educacional voltada à Primeira e Primeiríssima Infância (0-6) no município de Barueri, onde reside desde que nasceu. Além disso, a parlamentar pretende expandir o Curso Preparatório para Vestibular, em funcionamento no município barueriense e em Cotia, para outras cidades. “A intenção também é que num futuro próximo tenhamos a universidade da criança. Barueri já avançou nesse sentido”, disse.

Atuação

Bruna presidiu, neste mandato, quatro comissões: de Relações Exteriores e Defesa Nacional, Comissão Mista das Atividades de Inteligência do Congresso Nacional (que compreende a segurança institucional do país), e duas comissões especiais sobre temas que se tornaram leis: Lei de Migração e a Lei Geral de Proteção de Dados.

A parlamentar está à frente ainda do “Endowment Fund”. “O projeto é reconhecido por reitores de Universidades Federais como um avanço na filantropia educacional, pois cria possibilidade de instituir um fundo patrimonial para gerenciar doações nas Universidades Públicas Federais, Estaduais e filantrópicas com mais de 30 anos”, conta.

Para o seu pai, prefeito Rubens Furlan, Bruna teve uma atuação muito importante no Congresso, principalmente em relação ao seu posicionamento em relação ao arquivamento da denúncia contra o presidente Michel Temer (MDB) e a favor da reforma trabalhista. “Seria muito pior afastá-lo naquele momento, eram necessárias reformas. Tenho 42 anos de política, e digo que ela fez a coisa certa. Naquele momento, era pensar em algo maior, na estabilidade do País”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.