Cultura de Barueri cadastra artistas e espaços para agilizar auxílio emergencial federal

0
319
Entre as ações, está previsto a renda emergencial de R$ 600 aos profissionais do setor

Levantamento também permitirá mapeamento mais preciso da cultura no município

Uma conquista para profissionais da cultura em tempos de pandemia, a Lei Aldir Blanc, que prevê o repasse de recursos financeiros do governo federal a estados e municípios para auxílio emergencial a artistas, técnicos e espaços culturais, é uma forma de minimizar os prejuízos para um setores mais afetados nessa crise.

Para mapear a produção artística cultural de Barueri, que servirá também como forma de agilizar o repasse de recursos da Lei Aldir Blanc aos artistas e espaços culturais do município, desde que atendam os pré-requisitos, como a comprovação e dois anos de trabalho artístico, a pasta desenvolveu dois cadastros (veja abaixo) que podem ser acessados por artistas de todas as linguagens, espaços artísticos e culturais, micro e pequenas empresas culturais, cooperativas, instituições e organizações culturais, teatros independentes, escolas de música, escola de dança, capoeira e artes, circos, centros culturais, museus comunitários, espaços de comunidades indígenas ou quilombolas, festas populares e a cadeia produtiva do Carnaval.

A Secretaria de Cultura e Turismo de Barueri ressalta a importância de profissionais e espaços se cadastrarem. Entre as ações as quais o valor é destinado, estão a renda emergencial de R$ 600 aos profissionais do setor, subsídios de R$3.000 a R$ 10 mil a espaços culturais, micro e pequenas empresas culturais, cooperativas, instituições e organizações culturais comunitárias que tiveram suas atividades interrompidas devido às medidas de isolamento no enfrentamento à doença.

Clique no link, conforme a atividade.

– Cadastro Profissionais da arte e cultura: https://bit.ly/37IF74U

– Cadastro Espaços Culturais: https://bit.ly/2BoJV3J

*Lei Aldir Blanc*

O nome da lei, Aldir Blanc, é uma homenagem a um dos maiores compositores e escritores brasileiros, que conta com mais de 600 obras em seu nome, cantadas por vozes como Elis Regina e Fafá de Belém.

Aprovado pelo Congresso nacional em 26 de maio e, uma semana depois, no Senado, o Projeto de Lei chegou ao Palácio do Planalto imediatamente após a aprovação unânime de senadores. A Lei permite implementar ações emergenciais de auxílio ao setor cultural enquanto as medidas de isolamento decorrentes da pandemia do novo coronavírus estiverem vigentes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.