Correios entram em greve em todo o país

0
885
Divulgação/Correios / Não há prazo para o fim da paralisação

Funcionários alegam falta de medidas de proteção na pandemia da Covid-19 e cláusulas de um acordo coletivo que funcionaria até 2021 foram quebradas pela empresa

Na noite desta segunda-feira (17), os funcionários dos Correios, por meio da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas dos Correios e Similares (Fentect), entraram em greve em todo o país. Segundo a entidade, não há prazo para o fim da paralisação.

De acordo com a federação, os funcionários alegam falta de medidas de proteção contra contaminação durante a pandemia da Covid-19. Além disso, a categoria afirma que cláusulas de um acordo coletivo que funcionaria até 2021 foram quebradas pela empresa.

Um texto publicado no site da Fentect destaca que “foram retiradas 70 cláusulas com direitos como 30% do adicional de risco, vale alimentação, licença maternidade de 180 dias, auxílio creche, indenização de morte, auxílio creche, indenização de morte, auxílio para filhos com necessidades especiais, pagamento de adicional noturno e horas extras.”

Em nota oficial, os Correios afirmaram que não pretendem suprimir direitos dos empregados e que a empresa propõe ajustes dos benefícios concedidos ao que está previsto na CLT e em outras legislações, resguardando os vencimentos dos empregados.

“Sobre as deliberações das representações sindicais, os Correios ressaltam que a possuem um Plano de Continuidade de Negócios, para seguir atendendo à população em qualquer situação adversa”, destacou em nota.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.