Contra o abuso de crianças em Barueri, Disque 100 será mais divulgado

Medida visa propagar a informação e incentivar a denúncia ao órgão

0
351
Foto: CNM

Em 2017, o Disque 100 ou Disque Direitos Humanos recebeu apenas 14 denúncias referentes a ocorrências de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes na cidade de Barueri. Até maio deste ano, o órgão registrou somente duas denúncias de abuso e uma grooming, que consiste no assédio ao público infanto-juvenil feito pela internet. Os dados são da Secretaria Especial de Direitos Humanos, ligada ao Governo Federal, e foram obtidos pelo Jornal de Barueri por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI).

Entretanto, o baixo número de denúncias anotadas pelo órgão não representa que não há muitas ocorrências nas violações contra crianças e adolescentes no município. Dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP) revelam que em 2017, 70 crianças e/ou adolescentes foram vítimas de estupro em Barueri. Neste ano, foram registrados, até maio, 18 casos deste tipo nas delegacias da cidade.

Para o coordenador do Conselho Tutelar 2 de Barueri, Luzinário Gomes da Silva, o contraste entre o número de denúncias e casos registrados é resultado da ausência de informação dos munícipes quanto ao número dos órgãos que poderiam fornecer alguma ajuda. “Falta divulgação para a população dos meios disponíveis. Se colocassem o número em escolas, repartições públicas e em locais onde há grande frequência de pessoas, todos ficariam mais bem informados”, diz.

Informação

Ciente da necessidade da propagação destes números, no mês passado, o prefeito de Barueri, Rubens Furlan, sancionou projeto do vereador Allan Miranda que solicita a inserção de cartazes com os telefones do Disque 100 e do Conselho Tutelar em diversos pontos da cidade. De acordo com o texto, “a divulgação deverá ser feita notadamente nos espaços de entrada e saída das pessoas, dos parques, escolas, praças, bibliotecas, hospitais, UBS e eventos que sejam voltados para crianças e adolescentes, em local de fácil visualização”.

Espera- se com essa medida orientar os munícipes sobre quais lugares eles devem procurar ajuda quando se depararem com tais situações, que constituem em crimes.  Os telefones do disque 100 e do Conselho Tutelar (4199-0486) funcionam 24 horas e a denúncia podem permanecer em anonimato.

Por: Samara Najjar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.