Catira e Folia de Reis resgata cultura popular na Maternal Egle

0
1691

Na noite de quarta-feira, dia 31, aconteceu na Maternal Egle Aparecida Rodrigues Campos, na Vila Militar, mais um evento que resgata a cultura popular brasileira.

Desta vez, foi projeto da professora Izildinha Garcia, denominado “Cante e Encante” que trouxe uma apresentação especial sobre a Catira e Folia de Reis, com os grupos musicais Du Catira e Família e Inimar dos Reis.

Desde o início do ano, a escola está trabalhando projetos que levam aprendizado aos alunos – por intermédio de música, dança e o lúdico – sempre trazendo elementos do folclore brasileiro.

A diretora da escola, Soraia Gatti abriu o evento lembrando sobre a importância do ensinar e ao mesmo tempo levar para as crianças e seus familiares, informações através de elementos da cultura popular.

A neurocientista Elvira Souza Lima, consultora dos projetos implantados em Barueri “Viver a Infância” e “Leitura para Todos” está em Portugal, no entanto fez questão de participar do evento via skype. “Estou muito feliz em ver – que projetos como estes – estão acontecendo em Barueri. A cultura brasileira é muito rica e precisa ser explorada. Parabéns a todos os envolvidos”, comentou Elvira.

A atividade que contou com a participação dos pais dos alunos e das professoras da maternal do Complexo Educacional Maria Meduneckas, foi encerrado com a fala da professora Silvia Regina Cruz Kudrjawzew que também falou sobre projeto “Brincar Sem Fronteiras”, que está sendo realizado na escola e também resgata elementos da cultura brasileira como as danças e cânticos indígenas, a capoeira e o folguedo de boi mamão, uma cultura de Santa Catarina.

SOBRE A CATIRA – A catira, que também pode ser chamada de cateretê  é uma dança do folclore brasileiro, em que o ritmo musiical é marcado pela batida dos pés e mãos dos dançarinos. Típica do interior, principalmente na área de influência da cultura sertaneja Mato Grosso, Goiás, norte do Paraná, Minas Gerais, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Tocantins e principalmente São Paulo.

A coreografia da catira apesar de parecer semelhante varia bastante em determinados aspectos, havendo diferenças nítidas de uma região para outra. Normalmente é apresentada com dois violeiros e dez dançarinos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.