Barueri participa da Semana Estadual de Mobilização Social contra o Aedes aegypti

0
364
A ação é motivada devido aos surtos da doença em cidades do interior e também do litoral. (Foto: Divulgação)

Nesta semana, de 11 a 16/02, a Secretaria de Estado da Saúde instituiu a “Semana Estadual de Mobilização Social Contra o Aedes aegypti” nos municípios paulistas. A ação é motivada devido aos surtos da doença em cidades do interior e também do litoral.

Em Barueri, a Secretaria de Saúde, por meio da Diretoria Técnica de Controle de Zoonoses (DTCZ), ligada à Coordenadoria de Vigilância em Saúde, irá realizar ações para conscientizar a população do papel de todos na luta contra a dengue. São ações integradas de várias secretarias municipais para mobilização social, de cunho educativo e comunicacional para mudar comportamentos que contribuem com a proliferação da dengue.

Durante esta semana funcionários realizam panfletagem com orientações sobre como prevenir a proliferação do Aedes aegypti. Conforme frisa a coordenadora de Vigilância em Saúde de Barueri, Rosana Ambrogini, a participação da população é fundamental. “A Prefeitura faz o papel dela, mas sem a ajuda das pessoas, cuidando bem de suas casas e de seu entorno, evitando criadouros, esse trabalho perde a eficácia”, diz Rosana.

Também faz parte da campanha o mutirão casa a casa que acontecerá no sábado (dia 16), com os agentes de controle de endemias em alguns pontos da cidade. A atividade já integra a rotina dos profissionais da Zoonoses o ano inteiro, mas o mutirão reforçará a vigilância contra possíveis focos do mosquito.

Para o mosquito não entrar
A diretora da DTCZ, Juliana Bimbo, fala sobre a dificuldade dos agentes para vistoriar algumas residências. “Outro indicador que choca nesta relação é o número de casas fechadas e com recusa na visitação, pois chegam a 40%, em média. É muito importante o apoio e a colaboração da população, que precisa permitir a entrada dos agentes em suas casas e estar atenta aos recipientes com água parada”, ressalta Juliana.

A médica veterinária faz questão de lembrar que os esforços vêm de diferentes setores da Prefeitura e que eles são realizados o ano inteiro. “A eficiência do trabalho de limpeza urbana realizado no município através da Secretaria de Serviços Municipais (SSM), juntando entulhos, recolhendo e eliminando recipientes, precisa de maior adesão, pois nos ajudam no combate não só das arboviroses transmitidas pelo Aedes, como também no controle de animais sinantrópicos, como o escorpião”.

A profissional questiona: “quantos de nossos munícipes têm noção de como seu comportamento com seu lixo, higiene e limpeza interferem com as doenças que afetam sua comunidade? Se tenho coleta regular de lixo três vezes por semana e disponibilizo bags para recolhimento de entulho, como posso aceitar pessoas reclamando de terreno baldio cheio de lixo ou entulho? O quanto você participa da mudança que quer? Isso é mobilização!”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.