Assim como no Estado, Barueri tem queda nas internações por Covid-19

0
625
Na segunda (19), a taxa de ocupação de leitos era de 45,56% na UTI e 16,77% na enfermaria, na rede pública e privada. (Foto: Divulgação/Secom Barueri)

Em junho, município teve um dos menores números de hospitalizações de pacientes desde fevereiro

Nesta quarta-feira (21), o Governo de São Paulo anunciou que a média de internações no estado por Covid-19 nos últimos sete dias é a menor já registrada em 2021. Segundo informações, entre os dias 15 e 21 de julho, a média de hospitalizações ficou em 1.403. 

“No dia 1º de abril, quando tivemos o pico da segunda onda, estávamos com 13.150 pacientes internados. São 50% a menos de pacientes internados nas UTIs. E o que chama atenção também é a queda na enfermaria, com 6.437”, destacou o Secretário de Saúde Jean Gorinchteyn. 

Barueri segue a mesma tendência e registra queda no número de internações. No mês de junho, a cidade teve um dos menores números de pacientes internados com confirmação ou suspeita da Covid-19 em comparação a fevereiro, quando 271 pessoas estiveram hospitalizadas, o índice mais baixo do ano. Segundo dados da prefeitura, no mês passado, foram 566 internações. 

Em maio, 643 pessoas foram hospitalizadas e, em abril, 692. O mês com o maior número de internações no ano foi março, chegando a 752. Até segunda-feira (19), 241 novas internações de casos suspeitos e confirmados foram anotadas na cidade. 

Em relação a taxa de ocupação de leitos no município, na segunda (19), era de 45,56% na UTI e 16,77% na enfermaria, na rede pública e privada. 

Motivos 

De acordo com a prefeitura, a queda nesses indicadores deve-se, em parte, ao respeito às recomendações sanitárias. 

“Além disso, o avanço da campanha de vacinação responde por uma parcela dessa redução já que também leva a diminuição da transmissão bem como a redução do número de pacientes evoluindo para casos graves, que precisam ser internados, que necessitam ser internados”, disse a prefeitura. 

A gestão destacou ainda que, mesmo com a redução, muitas pessoas aguardam para ter o esquema vacinal completo e que os cuidados sanitários não devem ser deixados de lado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.